Influência espiritual, meu filho está sofrendo?

influência espiritual

Influência espiritual, meu filho está sofrendo?

“Os espíritos influem sobre nossos pensamentos e as nossas ações?
A esse respeito sua influência é muito maior do que credes porque, frequentemente, são eles que vos dirigem.”

Questão 459 do Livro dos Espíritos – Allan Kardec

 

Somos todos suscetíveis de ser influenciados pelos espíritos, tanto os bons quantos aqueles que ainda permanecem distantes do bem. Que se dirá de nossas crianças, ainda despreparadas para enfrentar tal influência e as grandes lutas da atual existência? Em algumas situações surge o problema do domínio mais amplo dos espíritos enfermiços sobre as crianças, passando a assediá-las fortemente, levando-as a prática de ações infelizes e desequilibradas. É a obsessão que se aloja no lar causando lutas e desafios imensos para a família que terá de se empenhar em um enorme esforço de superação em busca de restabelecer a paz e a harmonia dentro de casa.

Irmã Vitória em seu livro Filhos do Amor no capitulo 35, expõe o problema e a forte influência obsessiva dos espíritos sobre um garoto com apenas quatro anos.

Nossos filhos são espíritos imortais

influência espiritual

A afinidade e a sintonia que estabelecemos com os espíritos podem ser ligações positivas ou negativas. São, portanto, de nossa inteira responsabilidade. Muitos podem até indagar: Como crianças ainda tão jovens já se identificam e sofrem graves obsessões espirituais? Esquecem ou ignoram a pré-existência dos filhos, que trazem em sua bagagem espiritual inúmeras experiências reencarnatórias. Todos nós, quando voltamos às vestes físicas, voltamos com o nosso padrão vibratório espiritual bem definido cabendo a nós a obrigação moral de vencermos as más tendências que se manifestam nos nossos caminhos do nosso dia a dia. Temos amigos e inimigos fora do corpo físico, que nos acompanham. Uns nos auxiliando outros nos incentivando a permanecer nos velhos erros e por consequência sofrer os resultados de ações desequilibradas. Portanto, nós trazemos já antes de nosso nascimento as companhias espirituais que elegemos para nós mesmos desde outras eras.

Bônus: aproveite para conhecer o livro Filhos do Amor

Nada acontece sem o conhecimento de Deus e vivemos sobre a presidência de suas leis sabias e imutáveis. Nunca a obsessão no lar é um problema individual, de caráter pessoal e estritamente do acometido. Os pais podem ter a sua cota de responsabilidade pela situação espiritual do filho. De qualquer forma, independentemente da participação dos pais no desequilíbrio espiritual do filho difícil, este solicita ajuda e amparo dos genitores ou de quem está ocupando esse lugar. A medicação do amor incondicional em equilíbrio com disciplina, o conhecimento do mecanismo de permuta entre os dois planos e a prece, são ações importantes para amenizar do difícil conflito doméstico ante a obsessão no lar.

 

O antivírus contra o assédio do mal

influência espiritual

A melhor proteção, o melhor tratamento e a melhor vacina contra obsessão sempre será vivermos no lar o clima de Jesus, buscando a prática do bem, a espiritualização de nossos ideais, cultivando bons pensamentos, atraindo assim a presença de benfeitores e familiares amigos. A prática do bem é a construção de um ambiente onde haja entendimento, compreensão e diálogo constante e fraterno. Não existe outra maneira de afastar os maus espíritos e atrair os bons espíritos.

O melhor tratamento para a obsessão infantil é fortalecer a criança espiritualmente: preces constantes, passes curadores, evangelho no lar, engrandecimento de sua fé, convidá-lo ao exercício firme da vontade, robustecer-lhes a renovação moral e matriculá-los na escola de evangelização e do serviço nobre, preenchendo suas vidas com atividades úteis. E tudo isso, resultante da força inquestionável do exemplo dos pais.

Cultivemos no coração de nossos filhos a semente da verdade e do amor que os conduzirá à supremacia do bem sobre o mal e na conquista da luz.

¨Não basta ensinar à criança os elementos da Ciência (…) é entrar na vida armado não só para a luta material, mas, principalmente, para a luta moral (Denis. – Livro Depois da Morte)

Agora me conte, na sua casa sua família e seus filhos já sofreram influência espiritual?

Influência Espiritual

Comentários

comentários

Compartilhe

Comments (3)

  • Elisangela fernandes Reply

    Eu tenho um filho que tem acompanhamento espiritual.

    30 de janeiro de 2016 at 11:34
  • Janaína Barbosa da Silva Reply

    Tenho 4 filhos, os dois mais velhos tem comportamentos difíceis, que em algum momento me remete a esse pensamento, influência espiritual. Mas, ambos não se interessam em buscar ajuda, eu tenho feito evangelho no lar, mas sei que só isso não é o suficiente.

    31 de janeiro de 2016 at 21:58
  • Lucélia Monteiro de Souza Reply

    Tenho um irmão de 7 anos, desde de bebê ja tivemos indícios de influências esperituais. Somos todos espíritas e fazemos evangelho no lar e ele frequenta a evangelização infantil…Mas agora no momento ele tem surtos agressivos…que logo passa.

    1 de fevereiro de 2016 at 15:04

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>